Votação on-line, essencial para manter o distanciamento social nos centros de votação

Boca Raton, Estados Unidos – 27 Maio, 2020 –Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Wisconsin e da Ball State University, nos Estados Unidos, confirmou que seções eleitorais com grandes volumes de eleitores aumentam a disseminação do coronavírus.

Em seu relatório, com base nas eleições primárias de 7 de abril em Wisconsin, Chad D. Cotti, Bryan Engelhardt e outros três colaboradores escreveram: “... os condados que tiveram mais votos presenciais por local de votação (sendo todas as demais condições iguais) apesentaram uma proporção mais elevada de exames positivos para COVID-19 do que os condados com relativamente menos eleitores presenciais. Além disso, encontramos uma relação negativa constante entre abstenções e a proporção de exames positivos para COVID-19”.

Para ajudar os países a cumprirem os protocolos de distanciamento social durante as eleições, a Smartmatic oferece o TIVI, sua plataforma segura e auditável de votação on-line. Permitindo que as pessoas votem em qualquer lugar, as autoridades podem diminuir o número de pessoas nas zonas eleitorais e, assim, diminuir o risco de propagação viral entre eleitores e funcionários.

“A votação on-line pode desempenhar um papel fundamental para ajudar a cumprir o distanciamento social. Estamos cientes de que nem todos conseguem votar on-line, mas esse canal alternativo pode ajudar quem quiser tirar proveito dele para diminuir o número de eleitores por zona eleitoral”, afirmou Andrés Rombolá, presidente da Smartmatic da América Latina.

A plataforma de votação on-line da Smartmatic foi desenvolvida na Estônia, onde a empresa conta com um de seus quatro centros de desenvolvimento. A Smartmatic participa, aliada ao seu parceiro Cybernetica, da atualização constante do sistema usado na Estônia.

A Estônia é uma referência mundial em votação on-line. O país deu a todos os seus eleitores a opção de votar on-line em 11 eleições nacionais desde 2005. Essa tecnologia trouxe vários benefícios:

  • Menor custo por eleitor: custo 47% menor do que com o voto tradicional
  • Maior participação: aumento de 5% nas eleições nacionais e 1,5% nas eleições locais
  • Rapidez: 16 vezes mais rápido que votar em cédulas
  • Praticidade: 47% dos eleitores qualificados preferiram votar on-line nas eleições mais recentes

A solução de votação on-line da Smartmatic também foi implementada na Noruega, nos Estados Unidos e no Chile.

“Nenhum eleitor precisa escolher entre sua saúde e participar das eleições. É por isso que colocamos à disposição das autoridades eleitorais locais a ferramenta de votação on-line mais avançada e mais robusta do mundo”, afirmou Rombolá.