Bélgica: solução eleitoral personalizada possibilita uma experiência eleitoral consistente para todos

Tecnologia de votação na Bélgica

A Bélgica vem contando com a Smartmatic como fornecedora exclusiva de tecnologia eleitoral desde 2012, implantando 30 mil dispositivos nas regiões de Flandres e da capital, Bruxelas, bem como na Comunidade de língua alemã. Este fato proporcionou uma experiência eleitoral consistente tanto para eleitores como para mesários, além de reduzir o tempo até a transmissão dos resultados oficiais.

As máquinas de votação funcionam em flamengo, francês e alemão, idiomas oficiais da Bélgica, o que tornou as eleições mais inclusivas e aumentou a participação.

Em 2018, as novas máquinas de votação (A4-517) e máquinas presidente (VIU-805), ambas com design inovador e interfaces fáceis de usar, passaram a compor a plataforma de votação automatizada existente no país. Além disso, os centros de votação de Aalst e Mechelen utilizaram a tecnologia assistencial da Smartmatic para ajudar os eleitores com deficiência visual a navegar nas máquinas de votação e a votar de forma independente.

Escopo

Nas últimas eleições, em 2019, a Smartmatic forneceu tecnologia eleitoral e serviços para mais de 4.200 centros de votação em 185 municípios de Flandres, da região da Capital, Bruxelas, e da Comunidade de língua alemã.

Tecnologia

Máquinas de votação

A Bélgica implantou duas gerações de máquinas de votação da Smartmatic: a SAES-3370 e a A4-517. Essas máquinas com tela de 17 polegadas permitem que os eleitores façam, verifiquem, corrijam e confirmem suas escolhas com facilidade. Uma impressora integrada produz cédulas de papel com as opções do eleitor, para que este possa verificar se o documento de papel corresponde às escolhas que fez na tela sensível ao toque antes que a cédula de papel se torne o voto oficial.

 A impressora gera uma cédula em texto simples e legível por humanos, além de um QR code. A cédula impressa não se torna um voto registrado até que seja escaneada e depositada na urna eleitoral pelo eleitor.

Máquinas presidente

As máquinas presidente (MPs) ajudam os mesários dos centros de votação a conduzir a eleição. Essas máquinas têm quatro funções principais:

  • Ativar os cartões inteligentes utilizados pelos eleitores para acessar as máquinas de votaç
  • Registrar e armazenar eletronicamente cada voto;
  • Contar todos os votos e armazenar os resultados; e
  • Gerar um relatório do centro de votação.

As MPs trabalham em conjunto com dispositivos periféricos. O primeiro, o leitor de cartões inteligentes, possui um chip de contato que permite ao mesário fazer uma correspondência entre cada perfil de eleitor e a cédula correta na máquina de votação.

 Urna eletrônica

O segundo é a urna eletrônica. Esse dispositivo lê o código de barras da cédula e transfere os dados para dois pen drives USB antes de capturar e armazenar a cédula de papel.