Equador: Modernização das eleições em Santo Domingo de los Tsachilas

Mais de 270 mil eleitores participaram em eleições vinculativas totalmente automatizadas
Resize
A AA

Smartmatic concorreu com outras soluções e entregou resultados em menos de uma hora.

Equador realizou testes com três diferentes tecnologias de votação em três regiões, durante as Eleições secionais realizadas em 23 de fevereiro. O escopo foi selecionar a melhor alternativa para ser utilizada em futuros eventos. O piloto envolveu 10% da população eleitoral do país.

Santo Domingo dos Tsáchilas

Nesta província, a Smartmatic ofereceu uma solução eleitoral completamente integrada e 100% informatizada e auditável. Esse fato significou distribuir 1.121 urnas de votação, junto com os serviços correlatos necessários para seu desenvolvimento (ver link de ´Serviços´ situado à direita, na parte inferior).

Foram cadastrados 272.673 eleitores nesta província, cujos votos foram apurados dentro dos resultados eleitorais.

Cada eleitor conseguiu verificar sua seleção através do comprovante impresso pela urna.

Escala

  • O cadastro eleitoral de Equador incluiu 11.682.314 votantes
  • 272.673 deles exerceram seu direito a votar utilizando a tecnologia Smartmatic em Santo Domingo dos Tsáchilas- isto é, 2.3% do total
  • Foram utilizadas 1.121 urnas de votação Smartmatic SAES-3376. Mantiveram-se 120 unidades em condição de reserva, em caso de se apresentar falhas técnicas. Somente três apresentaram problemas, significando 0,2% do total
  • A fim de garantir uma execução livre de falhas durante o dia da eleição, as autoridades eleitorais organizaram três simulações em dez centros de votação de Santo Domingo dos Tsáchilas. Esse exercício incluiu a votação eletrônica e transmissão de resultados
  • 1.221 juntas eleitorais funcionaram em 53 centros de votação; 90,62% delas correspondiam a Santo Domingo e 9,38% a La Concordia. As juntas foram distribuídas em 8 paróquias urbanas, 10 paróquias rurais, e 13 zonas eleitorais
  • A divisão político-territorial da província de Santo Domingo dos Tsáchilas incluiu: oito (8) paróquias urbanas, dez (10) paróquias rurais e dois cantões
  • A votação iniciou às 7:00h e encerrou às 17:00h

Voto eletrônico: uma tendência que chegou a Equador

Dos 3.100 milhões de votantes no mundo, aproximadamente 1.200 milhões (35%) exercem seu voto com sistemas informatizados.

Esta cifra aumenta constantemente na medida que as Comissões Eleitorais se familiarizam com os benefícios.

Por que informatizar?

  • Elimina o erro humano – intencional ou involuntário
  • Aumenta a verificabilidade e transparência
  • Elimina a subjetividade na tomada de decisões
  • Aumenta a velocidade dos processos (votação, apuração, publicação verificação, etc.)
  • Garante o sigilo e segurança do voto

Informatização total vs. parcial

A solução de Smartmatic no Equador foi 100% informatizada– significando que não houve espaço para o erro humano. Mais além disso, os votantes conseguiram deixar seus centros eleitorais convencidos que seu voto foi apurado corretamente, graças ao comprovante de votação.

O comprovante de papel

Desde que a Smartmatic realizou a primeira eleição na qual foram utilizadas em âmbito nacional e se utilizaram as urnas de votação que emitem comprovantes de votação no ano 2004, o voto verificável virou uma tendência mundial.

O comprovante emitido por nossas urnas no Equador viabilizou que os eleitores de Santo Domingo dos Tsáchilas pudessem verificar sua opção, e permitiu agilizar a verificação posterior à eleição.

Também foi garantida total transparência, graças a que nossa tecnologia emitiu um rastro físico e dois eletrônicos em cada fase do processo. Este cadastro de papel em cada passo gerou o que conhecemos como cadastro físico ou Comprovante de Auditoria de Papel Verificado pelo Votante (VVPAT, suas siglas em inglês).

É de salientar que nestas Eleições testes pilotos foram realizados com três tecnologias em três regiões. Enquanto que a nossa gerava este rasto de papel, as soluções utilizadas na zona da Morita (Quito) e Azuay não apresentaram esta característica. Neste caso, os votos eram cadastrados em uma cédula, pelo que após o encerramento da jornada o funcionário eleitoral devia incorporá-los manualmente em uma urna para seu escrutínio informatizado. Em caso de destruição da cédula, o voto se teria perdido.

Por que escolher a Smartmatic?

Experiência

Nenhuma outra empresa tem processado tantos votos -2.500 milhões- em tantas Eleições -mais de 3.500- como a Smartmatic.

Você não deve confiar algo tão complexo e importante como suas Eleições a uma empresa com menos experiência.

Nossa solução integrada garante o sucesso

Não apenas fabricamos urnas de votação. Também desenvolvemos software e prestamos serviços correlatos, que garantem o bom desempenho de cada eleição que manejamos, incluindo a capacitação de todo o pessoal.

Ênfase em auditabilidade

Nossa tecnologia e serviços são concebidos em função de que todos os partidos políticos possam auditar o processo eleitoral em cada fase. Nossos sistemas fazem de cada eleitor um auditor, emitindo seu próprio comprovante para verificar que sua opção foi cadastrada e que coincide com a apuração eletrônica.

Informatização 100%

Somente Smartmatic pode informatizar todo o processo de votação, desde o cadastro até os resultados e sua publicação, o que significa que unicamente nossas Eleições estão livres de erro humano. A maior informatização, maiores benefícios.

Reconhecida por observadores independentes

O Prêmio Nobel e ex-presidente Jimmy Carter, cujo Centro Carter tem observado mais de 96 Eleições no mundo, concluiu que a solução auditável de Smartmatic viabilizou “o melhor processo eleitoral no mundo” -um sentimento compartilhado pelos observadores da União Europeia, tal como demonstrado pelos relatórios entregues-.

As comissões eleitorais com as quais temos colaborado compartilham com a gente a honra de ter um trabalho que já foi verificado e certificado por estes observadores e outras dúzias de organizações independentes.

Serviços de Smartmatic

Além de demonstrar sua avançada tecnologia nestas Eleições, a Smartmatic prestou os seguintes serviços para garantir o perfeito funcionamento de todo o evento:

  • Definição da cédula eletrônica, planejamento, organização e logística
  • Aprovisionamento de infraestrutura para armazenagem
  • Operação do Centro de Suporte Provincial
  • Garantia na transmissão da informação durante o teste, simulações e evento eleitoral
  • Garantia no processamento e suporte da informação do centro de totalização
  • Provisão de infraestrutura para a publicação de resultados eleitorais
  • Apoio para a realização de cada Auditoria
  • Definição de testes de Auditoria, planejamento e execução (conjuntamente com o CNE)
  • Definição da simulação de Eleições, planejamento e execução
  • Planejamento da logística
  • Recrutamento de pessoal
  • Definição da capacitação e campanha educacional do pessoal e do eleitorado
  • Instalação do hardware e software
  • Configuração das urnas de votação, instalação do Election-360 (E-360) no Centro de Suporte Provincial
  • Configuração e adaptação do sistema de gestão para a produção das cédulas eletrônicas e seus componentes
  • Preparação do kit eleitoral eletrônico, distribuição e retirada

Como votaram?

A seguir descreve-se o passo-a-passo do procedimento de votação para os participantes na eleição de Santo Domingo dos Tsáchilas:

  • Quando entrar no centro de votação, o votante apresenta seu CI ou passaporte à junta eleitoral, para sua localização no cadastro eleitoral
  • O presidente da junta preme o botão de ativação e inicia-se o processo de votação
  • O eleitor realiza sua seleção, utilizando a urna de votação de tela tátil
  • O eleitor pode verificar o corrigir sua seleção
  • Quando verificada a opção, o eleitor confirma sua decisão, premendo o botão ´Votar´ na tela
  • A urna imprime um comprovante de votação, exibindo a opção selecionada
  • O eleitor dobra o comprovante pela face impressa e insere-o na urna eleitoral
  • O eleitor assina o livro eleitoral e recebe seu CI e um certificado de votação