Curaçao: A tecnologia auditável dá confiança aos eleitores da ilha

Mais de 74.000 eleitores utilizaram máquinas de votação com registos em papel verificados para as eleições
Resize
A AA

Curaçao é a maior e mais povoada ilha das Antilhas Holandesas. E em 20 de abril de 2007, seus habitantes usaram a solução de voto electrónico da Smartmatic, suportada com o Comprovante de Auditoria de Papel Verificado pelo Votante (VVPAT), para eleger os membros do Conselho Insular de Curaçao. 

159 urnas SAES-3000 distribuídas ao longo da ilha em 106 centros de votação permitiram que mais de 74 mil pessoas exercessem seu direito ao voto. 

Criamos nossa própria plataforma tecnológica para ser auditável, rápida e fácil de usar, além de ser também totalmente confiável.  Isto significou que o país se uniu a aqueles que oferecem a seus cidadãos o que é provavelmente o sistema de votação mais avançado do mundo.  

Lizane Richards-Dindial, Governador de Curaçao, destacou alguns dos importantes benefícios da tecnologia e serviços Smartmatic, declarando “já que a tecnologia de votação da Smartmatic é segura, auditável e verificada pelo votante, os cidadãos de Curaçao puderam ter a eleição mais segura e confiável possível, e estamos muito y estamos felizes de noticiar que todos os participantes aceitaram a validade dos resultados”.

Nesta eleição, 74.342 votantes escolheram dentre 278 candidatos pertencentes a 11 diferentes partidos para ocuparem 21 assentos no Conselho Insular.

Alcance

O Conselho Supremo Eleitoral de Curaçao, junto com os partidos políticos e demais concorrentes no processo eleitoral, validaram 74.342 votos cadastrados nestas eleições. Não houve votos nulos graças à tecnologia. 

O projeto incluiu:

  • Toda a plataforma de tecnologia, incluindo 159 urnas de votação SAES-3000 distribuídas ao longo de 106 centros de votação
  • Todos os serviços necessários para realizar a eleição
  • 21 urnas de contingência em reserva
  • A instalação de um centro de apuração
  • Uma estação de coleta de dados e resultados, situada no Conselho Eleitoral (Hoofdstembureau)

Coleta de resultados

Nossas urnas de votação podem transmitir data ao centro de apuração de várias formas, tais como através de líneas telefónicas fixas, redes sem fio e por satélites. No entanto, neste caso o Conselho Eleitoral pediu para a gente a instalação de um centro de coleta de dados para receber as reproduções físicas das cédulas. 

Auditado por todos

Trabalhamos junto com o pessoal autorizado pelo Conselho Eleitoral para garantir um processo bem sucedido e confiável, desde o teste feito antes da eleição até as Auditorias posteriores, validadas por todos os participantes do processo democrático. 

Votação rápida. Resultados rápidos

Os eleitores precisaram de menos de 30 segundos em média para exercer seu direito ao voto em uma eleição onde 278 candidatos de 11 países diferentes foram nomeados para 21 assentos no Conselho Insular. Depois do primeiro boletim às 20:55 horas e um resultado certificado às 21:17 horas, começou o processo de adjudicação de vencedores. 

Alta taxa de sucesso

Das urnas de votação empregadas, 98,75% funcionou à perfeição e coletou os votos que todos os partidos envolvidos no processo eleitoral aceitaram como resultados definitivos. Sempre provemos urnas de respaldo para resolver qualquer dificuldade técnica, de tal forma que os eleitores conseguiram votar inclusive nos centros de votação donde os equipamentos não funcionavam corretamente.

Auditorias

1. Nove dias antes das eleições, realizamos a primeira simulação de votação nos escritórios do Conselho Eleitoral. O escopo disso foi revisar todos os componentes e serviços tecnológicos da Smartmatic a serem aplicados na eleição.

Para essa demonstração, programamos duas urnas de votação com data similar à que seria usada na eleição real. Pessoal autorizado testou as urnas simulando a votação, a apuração e os processos de Auditoria pós-apuração.

2. Quando se aprontaram as 159 urnas de votação, o Conselho Eleitoral selecionou cinco ao acaso para serem submetidas a uma Auditoria completa, de ponta a ponta, seguindo o mesmo procedimento que seria realizado no dia da eleição. Para esta avaliação data oficial foi utilizada na configuração do equipamento, de forma que os auditores conseguiram analisar a plataforma tecnológica toda, de acordo com as mesmas condições que seriam aplicadas no dia das eleições, em 20 de abril de 2007. 

As cinco urnas foram avaliadas sob três diferentes condições:  
a. Máximo número de votos permitidos por urna (de acordo a cifras oficiais de cidadãos inscritos e votos autorizados).
b. Pelo menos um voto disponível para cada opção válida, e pelo menos um voto em branco por cada urna. O Conselho Eleitoral validou que todas as opções disponíveis correspondessem com o design das cédulas eleitorais.
c. Voto livre: Foi demonstrado que as diferentes opções de votação, selecionadas ao acaso até que cada opção possível fosse coberta, foram cadastradas com sucesso. 

O cadastro de todos os votos foi validado e arquivado fazendo parte da preparação para a avaliação pós-apuração do processo de transmissão e apuração. Adicionalmente, testes foram realizados para conferir a substituição de memórias removíveis, a substituição de urnas em caso de se apresentar uma falha e o plano de contingencia em caso de falha elétrica. Todos os testes deram resultados satisfatórios dentro do tempo esperado.

Instruções de votação

1) Leia as perguntas na tela

2) Prema os botões da opção desejada

3) Confirme sua seleção usando o botão “Votar” que aparece na tela

4) Revise que o Comprovante de votação corresponda com sua seleção e deposite na urna eleitoral

Smartmatic vs. tecnologia prévia

A tecnologia de votação previamente usada em Curaçao não tinha um rastro de Auditoria em papel verificado pelo votante (VVPAT), e portanto não existia forma de demonstrar ao votante que seu voto tinha sido devidamente cadastrado ou como conferir a apuração eletrônica.

Esta característica tornou-se um requisito fundamental das autoridades eleitorais de Curaçao em seus esforços de modernizar sua plataforma eleitoral.

O sistema de votação da Smartmatic se destacou no mercado por estar equipado com um VVPAT que cada eleitor pode ver e confirmar antes de ser depositado na urna eleitoral. Este Comprovante permite realizar as Auditorias de forma mais rápida e cuidadosa para certificar os resultados eleitorais.