Search

Smartmatic

Votação

Voto multicanal

O voto multicanal é uma solução desenvolvida pela Smartmatic que envolve a configuração de diferentes canais de votação, oferecendo ao eleitor várias possibilidades de votar de forma conveniente e confiável. Pode incluir qualquer combinação das seguintes opções: 

  • Voto presencial, quando o eleitor vai para um centro indicado para exercer seu voto. Este pode ser feito através de uma urna votação eletrônica ou mediante cédulas eleitorais de papel que podem ser apuadas eletronicamente.
  • Voto remoto, quando o eleitor pode emitir seu voto desde qualquer lugar do país ou do planeta, empregando uma plataforma segura de votação online.

O processo multicanal pode variar significativamente dependendo de cada jurisdição. Por exemplo, algumas autoridades eleitorais têm combinado o voto eletrônico para os centros eleitorais urbanos com cédulas eleitorais de papel para zonas remotas. Outros representantes do poder eleitoral preferiram habilitar o voto via Internet, além do voto manual cuja apuração pode ser realizada eletronicamente.

Existem muitas opções para serem combinadas e a Smartmatic as disponibiliza para os Conselhos em nível mundial. 

  Nossos serviços

Não somente criamos e distribuímos toda a tecnologia requerida para facilitar a total auditabilidade, transparência e segurança dos seguintes processos de votação (poderá conhecer os pormenores na seção oferta de produto). Além disso, oferecemos todos os serviços para garantir o total sucesso, desde o treinamento do pessoal que participa até o apoio técnico requerido. Da mesma forma, podemos ajudar a melhorar o voto manual com nossos serviços, ou através da informatização parcial com dispositivos de autenticação, por exemplo.

Instalação do centro de votação

Quando o material eleitoral chega a seu destino, o pessoal autorizado verifica seu recebimento, que esteja completo e perfeitamente operativo.  Nas eleições com voto eletrônico, o material eleitoral inclui urnas de votação, dispositivos para a autenticação biométrica do eleitor e cédula eletrônica.

Abertura das mesas

Muitas das nossas urnas possuem a função 'abertura de mesa', que somente pode ser ativada através de uma senha que deve ser inserida pelo funcionário eleitoral, em um tempo específico e de acordo com normas pré-estabelecidas.

Autenticação do eleitor e ativação da sessão

Para a votação presencial, oferecemos mecanismos para certificar a identidade e elegibilidade do eleitor, validando a informação pessoal com o padrão eleitoral. Esta modalidade pode ser utilizada tanto para o voto eletrônico quanto para o voto manual. Após determinar a elegibilidade, o eleitor obtém o acesso à sessão de votação.

Os eleitores que decidem exercer seu direito ao voto de maneira remota podem fazê-lo através de credenciais entregues, via Internet, ou encaminhando sua cédula eleitoral devidamente riscada com suas opções através do serviço postal.

Quer voto presencial, quer remoto, a Smartmatic é líder destes mecanismos ao inserir a verificação biométrica da identidade do eleitor, que elimina totalmente a possibilidade do roubo de identidade.

Seleção da opção (pelo votante)

Este sub-processo representa o próprio ato de votação, através do qual o eleitor seleciona sua opção ou opções das alternativas que participam no evento eleitoral.

É essencial cadastrar corretamente a opção do eleitor, seja em cédula de papel, eletrônica ou através de uma urna de votação. Nossas urnas de votação captam com exatidão a intenção de voto do eleitor.

Acessibilidade ao voto

Todas nossas urnas de votação possuem dispositivos periféricos criados especificamente para ajudar aos eleitores com alguma deficiência para exercerem seu direito ao voto de forma autônoma.  Estes incluem opções de áudio com sistema de leitura Braille, diversas configurações de cor nas nossas telas para pessoas com deficiência visual e dispositivos que funcionam com pressão de ar para inalar e exalar (sip and puff).

Tanto nas nossas urnas de votação quanto nas interfaces de voto por Internet, as cédulas têm áudio.

Emissão de voto

A emissão do voto se refere ao ato de inserir a cédula eleitoral em uma urna eleitoral ou premer o botão “votar” em uma urna de votação ou em um sistema de votação online.

É de vital importância que o voto emitido coincida com a intenção manifestada pelo votante, que o eleitor possa votar somente uma vez e que sua opção seja totalmente privada.

Oferecemos dois métodos para votar eletronicamente:

1. Escâneres ópticos que leiam as cédulas eleitorais de papel;

2. Urnas de votação eletrônicas que emitem para cada eleitor um comprovante de auditoria verificado pelo votante (VVPAT), oferecendo assim uma auditabilidade total, transparência e exatidão (confira a seção ´oferta de produtos´).

Verificação pelo votante

Como valor adicionado, o voto eletrônico, apuração eletrônica e voto online permitem ao eleitor certificar diretamente que o voto emitido coincida com sua intenção.

Todas nossas urnas de votação geram um comprovante de auditoria verificado pelo votante (VVPAT), um “comprovante” impresso que o votante pode ler para se certificar de que o voto foi emitido e cadastrado de acordo com sua eleição. Os nossos sistemas de votação remotos possuem uma função de verificação única, através da qual o votante pode confirmar que seu voto tem sido recebido tal como foi emitido.

Os comprovantes de votação produzidos pelo sistema são armazenados em caixas seladas e são chave para fazer auditorias do processo. 

Encerramento de mesas

Os nossos sistemas de votação, presencial ou remoto, possuem uma função de “encerramento de mesa”. O pessoal eleitoral ou funcionários nomeados podem utilizar essa função, através de uma senha de segurança em um período pré-configurado, depois do qual a urna encerra a votação passando então ao processo de apuração.

Consolidação e apuração  

O processo de apuração pode variar de acordo com o método de votação utilizado. Todas as cédulas eleitorais de papel são digitalizadas e totalizadas eletronicamente. As urnas de votação eletrônicas também geram uma totalização de todos os votos armazenados eletronicamente e imprimem um relatório que inclui o total dos votos emitidos e os candidatos e partidos a quem correspondem tais votos.

As nossas urnas podem ser dotadas adicionalmente com dispositivos de transmissão, que somente podem ser ativados depois do encerramento das eleições. Tais dispositivos funcionam com linhas terrestres, móveis ou redes de satélite e permitem que as urnas transmitam seus resultados ao centro de maneira segura. Esses processos permitem agilizar consideravelmente a fase de consolidação geral e geram de forma consistente y mais rápida os resultados.

Auditoria dos centros de votação

Recomendamos que as autoridades eleitorais que implementam o voto eletrônico permitam aos eleitores, observadores e representantes dos partidos políticos realizarem auditorias dos resultados logo após de encerradas as votações presenciais e remota. Todos os comprovantes de votação impressos pelas urnas de votação eletrônicas podem ser apurados manualmente nos centros de votação, e os resultados podem ser validados com o total gerado pela urna, para demonstrar a sua exatidão aos participantes.

Embalagem e logística de retirada

Finalmente, o material eleitoral, tais como cédulas, urnas eleitorais, computadores, lápis e papel é empacotado de acordo com o protocolo pré-estabelecido pelas autoridades eleitorais.

O pessoal de logística (que pode ser treinado por nós) deve retirar esse material de cada um dos centros eleitorais e transportado de forma segura, confiável e oportuna para os depósitos centrais.

O nosso software Election-360 monitora todo este processo.

  Oferta de produto

Hardware

Software

Election-360

  Experiência  

Eleições do Parlamento Europeu na Estônia, 2014

Eleições locais no Equador, 2014 

Eleições legislativas nas Filipinas, 2013

Eleições gerais Filipinas, 2010

Eleições na Venezuela, 2004 - 2013