Search

Smartmatic

Eleições regionais bem-sucedidas na Venezuela

Caracas, 25 de Novembro de 2008. -  A Smartmatic tem a honra de anunciar que o seu sistema auditável  de votação  funcionou à perfeição, com exatidão e confiabilidade durante a ocorrência das Eleições Regionais,  no passado 23 de novembro, na Venezuela.

Nesta ocasião, a Smartmatic distribuiu pela sétima vez a sua tecnologia eleitoral no país latino-americano e, pela primeira vez, 100% dos centros de votação tiveram os benefícios do SAES (Smartmatic Automated Election System).  Esse sistema que fez possível o registro, a contagem e a transmissão, com sucesso, dos resultados eleitorais, que foram legitimados pelo Conselho Nacional Eleitoral (Consejo Nacional Electoral ? CNE), os vários grupos políticos e os observadores nacionais e internacionais.

Às 6:00h, as mesas de votação foram abertas e já às 11:00h 99%  das máquinas SAES estavam operativas e funcionando satisfatoriamente.  A jornada foi caracterizada por uma enorme concorrência de pessoas nos centros de votação, registrando uma participação histórica de 65,45%,  nas eleições deste tipo.  Isto é que 11.053.022 venezuelanos foram às urnas para eleger num dia só a 22 governadores, 326 prefeitos, dois prefeitos metropolitanos, 233 legisladores para os conselhos legislativos dos estados e 13 vereadores metropolitanos.

Uma das singularidades dessas eleições foi exatamente a sua complexidade pelo número de postos a serem eleitos (603 postos) e candidatos postulados (8.294 aspirantes).  No entanto, graças ao sistema automatizado auditável da Smartmatic,  as autoridades eleitorais conseguiram divulgar o primeiro boletim com resultados oficiais e 69% das atas transmitidas, a quase três horas de ter acabado o encerramento das mesas eleitorais em todo o território do país.

Toda vez encerradas as mesas de votação, o CNE, junto com as testemunhas dos partidos políticos auditou, sem problema nenhum, acima de 54% das urnas eleitorais. Os resultados foram transmitidos desde os centros de votação informatizados até as Juntas Municipais em apenas um minuto aproximadamente e a totalização após o recebimento das atas foi quase imediata.

Das 35.050 máquinas utilizadas, muito poucas apresentaram falhas e naquelas onde aconteceu foram atendidas e consertadas pela equipe de assistência técnica do CNE e da Smartmatic dentro dos prazos esperados.  Assim foi confirmado pelos relatórios não só dos membros de mesa e representantes eleitorais, mas também pelas testemunhas dos partidos políticos e observadores convidados ao evento.

É de salientar que todos os fatores envolvidos no processo eleitoral apoiaram os resultados e a confiabilidade das máquinas de votação.  Mais uma vez, as demonstrações técnicas e humanas do sistema auditável da Smartmatic tem um grande sucesso na Venezuela.

Observadores internacionais manifestaram ter confiança no sistema informatizado auditável. O  observador do Equador, Nicanor Moscoso, presidente do Conselho de Peritos Eleitorais da América Latina (Consejo de Expertos Electorales de Latinoamérica.

Cela, por suas siglas em espanhol) ressaltou que ''a Venezuela soube utilizar os seus recursos para ter um sistema eleitoral informatizado 100%, o melhor da América Latina''.  Joaquin Vives, magistrado do Conselho Nacional Eleitoral da Colômbia, disse que Venezuela está na vanguarda na utilização do sistema informatizado para as eleições e sempre teve processos muito supervisionados. 

No entanto, Cristina Pantzou, da Grécia, assegurou que ''é muito interessante o processo eleitoral venezuelano e o nível tecnológico inspira confiança'' e o membro da Câmara Nacional Eleitoral da Argentina, Marcelo Karjzelman, manifestou que o voto eletrônico: ''por ser auditável, é seguro e confiável''.  ''É um avanço tecnológico onde tanto a Venezuela quanto o Brasil são os países pioneiros na América Latina''.

Por sua vez, o Presidente da Venezuela, Hugo Chávez Frías, após exercer o seu direito de voto, salientou que a Venezuela tem ''um dos sistemas eleitorais mais rápidos, transparentes e seguros do mundo.  Podemos afirmar que na Venezuela é impossível realizar fraude.  O nosso sistema eleitoral está blindado sob todos os pontos de vista''.

**
Sobre a Smartmatic

A Smartmatic é uma empresa multinacional dedicada à criação e aplicação de soluções tecnológicas voltadas a facilitar que os governos realizem, o mais eficientemente possível, os seus compromissos perante os cidadãos; também é um dos fornecedores de tecnologia mais avançada, com ampla trajetória e experiência e no Caribe.

O SAES (Smartmatic Automated Election System) é uma solução unificada de votação, apuração, totalização designação de cadeiras e difusão de resultados.  A sua completa plataforma tecnológica inclui: produção de equipamentos de votação e apuração, infra-estrutura, redes e telecomunicações para a transmissão da informação, servidores com programas avançados de totalização, sistemas informatizados  para a designação de cargos, assessoramento e organização do projeto eleitoral com uma equipe humana altamente capacitada e de comprovada  experiência em múltiplos eventos, todos bem-sucedidos.  A Smartmatic tem acima de 250 funcionários espalhados em escritórios nos Estados Unidos, em Barbados, no México, na Venezuela, na Espanha, nas Filipinas e em Taiwan.