Search

Smartmatic

Eleições parlamentares da Venezuela: surpreendentemente, todos os candidatos endossam os resultados

Caracas, Septembro 28 2010.- 'Poder publicar os resultados oficiais com mais de 98% de votos contados nas eleições parlamentares, amplamente contestadas, poucas horas depois do fechamento das urnas e conseguir que todos os partidos políticos aceitem os resultados apesar da polarização prevalente, só foi possível graças a uma solução eleitoral automatizada confiável e precisa como a nossa,' disse Antonio Mugica, diretor executivo da Smartmatic.

No dia 26 de setembro, quando as urnas foram fechadas, o Conselho eleitoral venezuelano (CNE), os vários partidos políticos, observadores nacionais e associados internacionais, além de representantes da sociedade civil, realizaram com sucesso uma auditoria com 54% das máquinas de votação (de um total nacional de trinta e seis mil quinhentos e sessenta e três máquinas). Em poucas horas, apesar da polarização que permeou o país, todos os candidatos abertamente aprovaram os resultados oficiais e vinculantes.

Apesar do fato de que o evento venezuelano ter incluído oitenta e sete eleições parlamentares simultâneas, algumas delas com resultados apertados de apenas poucas centenas de votos de diferença, os resultados oficiais foram anunciados e estavam prontos para adjudicação em oito horas, e as principais forças políticas imediatamente aceitaram os resultados. Isso só pode ser feito com um sistema automatizado e preciso. Por exemplo, durante a última eleição parlamentar na América Latina, que foi feita manualmente, as autoridades eleitorais levaram cento e vinte e sete dias para anunciar os resultados oficiais e proclamar os candidatos vencedores.

Estatística eleitoral central

Pela primeira vez na história de Venezuela as eleições parlamentares foram realizadas com 100% dos postos de votação automatizados com a tecnologia da Smartmatic. Apesar da complexidade do evento (seis mil quatrocentos e dez candidatos concorrendo a cento e sessenta e cinco cadeiras na Assembléia Nacional e doze representantes para o Parlamento latino-americano), todo o processo foi completado com facilidade, sem nenhuma falha importante. Esses são alguns números:

- Postos de votação automatizados: 12.562 (100%)

- Máquinas de votação Smartmatic instaladas: 36.563 (modelos: SAES-3000, SAES-3300 e SAES-4000)

- Eleitores registrados: 17.715.758

- Resposta dos eleitores: 66,45% (11,8 milhões de venezuelanos)

- Votos registrados por cada eleitor: média de 4 por pessoa

- Total de votos contados: 54.063.967

- Urnas com voto manual por causa de defeito da máquina: 0,02% (8)

Aprovação internacional

A capacidade técnica, habilidades administrativas, zelo e disposição da equipe da Smartmatic, junto com as características de qualidade e segurança da solução tecnológica provaram mais uma vez ser uma combinação imbatível para uma eleição bem sucedida.

Alguns dos observadores internacionais que endossaram o sistema automatizado afirmaram:

"Estou impressionado com a automação do processo. O sistema é simples e confiável". Hama Arba Diallo, vice-presidente da Assembleia de Burkina Faso.

"Venezuela e Brasil estão no melhor ponto de instalação tecnológica no processo eleitoral. Os países latino-americanos devem seguir essa rota para garantir aos seus cidadãos o direito de voto". John Guilliani, Conselho eleitoral central da República Dominicana.

"Vimos o processo de produção das máquinas, fizemos várias perguntas, e estou impressionado com a otimização e a transparência do processo." Wilhelm Schmidt, Conselho eleitoral supremo da Nicarágua.

"O sistema eleitoral é extremamente automatizado, e os níveis de verificação e agregação são ideais e transparentes." Esteban Silva, presidente do Partido socialista chileno.