Search

Smartmatic

Centro Carter: Ótimo funcionamento do sistema garantiu votação pacífica na Venezuela

Caracas, 7 de março de 2013.- “O sistema venezuelano de votação tem sido o componente mais sólido do processo eleitoral. O sistema atual usado nas últimas cinco votações nacionais tem protegido de forma confiável a integridade do processo automatizado de votação”. É assim uma das conclusões do relatório final da Missão de estudo do Centro Carter, sobre as eleições presidenciais celebradas na Venezuela no passado 7 de outubro de 2012.

Também no texto reitera-se que “em todos os processos, tanto a oposição quanto o governo tem vencido e perdido, e aceito os resultados”. Além disso, indicam que os partidos políticos que participaram no pleito para eleger o Presidente venezuelano coincidiram em indicar que o sistema de votação provido pela Smartmatic funcionou satisfatoriamente, “brindando aos eleitores a oportunidade de exercer pacificamente o sufrágio”.

O relatório da Missão do Centro Carter,  organização não governamental avocada à paz mundial, também deixou ver que técnicos de partidos políticos e grupos de observadores nacionais participaram em todos os testes do sistema automatizado, bem como na auditoria de participação cidadã, realizada logo depois de encerradas as messas de votação. “Houve também auditorias do hardware, do software e das bases de dados de impressões digitais, no que foi o processo mais aberto até hoje”, segundo o indicado pelos especialistas técnicos da oposição. De novo, a Missão do Centro Carter salientou que o sistema de votação venezuelano é um dos sistemas mais altamente automatizados do mundo, incluindo todos os passos do processo: desde a inscrição dos candidatos, a identificação biométrica dos votantes nas mesas de votação, passando pela emissão do voto nas urnas com tela tátil, a transmissão eletrônica dos resultados e a totalização da qual surgem os resultados.

Igualmente, o documento destaca a alta participação registrada nas eleições presidenciais venezuelanas, que superou 80% de votantes inscritos.