Search

Smartmatic

Automatização do Referendo é 100% segura e auditável

Caracas, 11 de junho de 2004.? Em coletiva oferecida na sede do Poder Eleitoral venezuelano, Antonio Mugica, representante do Consórcio SBC, explicou que o eleitor apenas terá de tocar na tela do computador, onde diz “sim” ou onde diz “não”, segundo sua escolha, podendo trocar sua alternativa quantas vezes quiser. Uma vez tomada da decisão final, aperta o botão de “votar” e a máquina fornecerá um papel onde poderá verificar seu voto em físico.

Mugica garantiu que dentro da máquina não existirá nenhum dispositivo oculto que possa mudar a vontade do cidadão. O nosso sistema é absolutamente auditável e cada voto tem 7 cópias de respaldo:

1. Um voto físico impresso em papel de segurança;

2. Um voto eletrônico gravado numa memória removível de forma encriptada em 192 bits;

3. Um voto eletrônico gravado numa memória fixa da máquina, também de forma encriptada;

4. Uma ata de apuração por mesa;

5. Uma ata de apuração transmitida para o centro de totalização:

6. Um cadastro de votos obtidos por transmissão direta para o centro de totalização;

7. Uma ata de totalização final onde são cadastrados novamente os votos com seu Serial Identificador Digital correspondente.

Disse que das 20 mil máquinas necessárias, 13 mil estão na Venezuela e as 7 mil que faltam chegarão antes do fim de junho.

Sobre o SAES3000

As máquinas de votação SAES3000 foram delineadas para garantir toda a segurança e sigilo dos sufrágios, permitindo o cidadão exprimir sua vontade eleitoral de maneira simples e rápida, descartando as inconsistências numéricas e os votos nulos.

As máquinas de votação SAES3000 têm telas de LCD sensíveis ao tato, delineadas para tornas ainda mais simples e acelerado o processo de votação; conectividade eletrônica, para a transmissão automatizada dos votos para os centros de totalização; e armazenagem no seqüencial e encriptada do voto, para garantir em 100% a auditabilidade do sistema e o sigilo de cada voto.

Além disso, cada máquina SAES3000 tem uma impressora que vai registrar no papel a decisão de cada eleitor, sem revelar sua identidade. “Os votos físicos coletados nas urnas eleitorais, são um respaldo seguro e é uma ferramenta de verificação da informação cadastrada por meios eletrônicos”, pontua Mugica.

Os equipamentos foram feitos na Itália pela empresa Olivetti Tecnost. Com casas filiais em 70 países, a Olivetti Tecnost é a unidade de negócios do grupo Telecom Itália para soluções de escritório e sistemas, especializadas em aplicações tecnológicas de banca, vendas e sistemas eleitorais.


**
Sobre a Smartmatic

A Smartmatic é uma empresa multinacional especializada no design e aplicação, desde o começo até o fim, de soluções tecnológicas de elevada complexidade voltadas para aplicações específicas. Possui a melhor tecnologia de ponta, além de inovação continua e qualidade em processos e resultados comprovados. A Smartmatic está organizada em três áreas de negócios fundamentais, nomeadamente, sistemas automatizados de votação, sistemas inteligentes e integrados de segurança para zonas geográficas muito grandes e soluções completas para o cadastro e autenticação de pessoas.

A Smartmatic é uma companhia de capital privado que tem acima de 200 funcionários espalhados nos escritórios dos Estados Unidos, de Barbados, do México, da Venezuela, da Espanha, das Filipinas e de Taiwan. Na atualidade, é amplamente reconhecida sob o ponto de vista tecnológico em nível mundial pela sua capacidade de inovação e pelo seu extenso porta?folio de produtos.

Contato:
Mais informações sobre esta nota de imprensa, escrevendo para comunicaciones@smartmatic.com