Search

Smartmatic

Aceleram os projetos de mobilidade urbana na América Latina

Caracas, 8 de setembro de 2011. - Um dos maiores desafios na atualidade no planejamento urbano é achar e pôr em andamento soluções eficientes para o sistema de mobilidade das grandes cidades do mundo. Como conseguir isso?

Nos gigantescos conglomerados urbanos, nos quais diariamente são mobilizadas milhões de pessoas, o transporte e a mobilização destas massas humanas torna-se uma questão essencial para aqueles que fazem o planejamento e estão encarregados de administrar as grandes metrópoles.

Alguns dos países mais ricos do mundo, como  os Emirados Árabes (grandes produtores de petróleo no âmbito mundial), põem em andamento o desenvolvimento de cidades do futuro ou cidades inteligentes, nas quais as soluções de transporte e de mobilidade constituem um dos elementos principais a considerar junto com o desenvolvimento de tecnologias limpas e sustentáveis.

Por exemplo, em Abu Dhabi está sendo testado um sistema inteligente de transporte urbano que, segundo previsões, estará aprontado para o ano que vem.  Esta rede de transporte informatizado foi chamada de PRT (Personal Rapid Transit) e baseia-se no movimento automatizado – sem motorista – de uma série de pequenos veículos elétricos chamados “podcars”.

O exemplo acima evidencia um caso – muito avançado – no qual é usada essa tecnologia para administrar com maior eficiência e sustentabilidade os espaços urbanos.  Estas soluções têm como principal desafio o melhoramento da qualidade de vida dos habitantes das cidades, cada vez mais afetadas pela densidade populacional, sob um modelo de desenvolvimento sustentável e respeitoso com o médio ambiente criando espaços ‘inteligentes’ para todos os cidadãos.

Desde há duas décadas, nas grandes capitais latino-americanas estão sendo provados  diversos sistemas de transporte massivo que têm por objetivo mobilizar enormes quantidades de pessoas em breves tempos, com percursos eficientes, que preservem a segurança dos passageiros.  Esta tarefa de planejamento precisa de um forte trabalho de pesquisa e censo, para determinar os deslocamentos habituais dos cidadãos, as horas de maior trânsito, as zonas para onde se dirige a maior quantidade de pessoas e uma grande quantidade de informação demográfica que é básica para esse planejamento.

Porém, estas grandes soluções de transporte não podem ser executadas sem o apoio da tecnologia para os diversos processos.

O desafio para os governos e para as empresas voltadas ao desenvolvimento destas tecnologias é gerar uma modernização tecnológica de seus serviços de transporte, que garantam a segurança de seus cidadãos, bem como uma melhor qualidade de vida e que, além disso, sejam sustentáveis e amigáveis com o médio ambiente.   Mais além de conseguir cobertura e serviços de qualidade, é necessário ter uma infraestrutura tecnológica adequada  e com um modelo de operação eficaz.

Na atualidade, um dos projetos mais esperados e ambiciosos  é a aplicação de um Sistema de Arrecadação e Gestão de Transporte na cidade de Cartagena – o distrito turístico e cultural mais relevante da Colômbia.  A    aplicação que estará encarregado ao Consorcio Colcard, formado pela  companhia Smartmatic em parceria com Dataprom para pôr em andamento o sistema automatizado de arrecadação e gestão de frota para o novo Sistema Integrado de Transporte Massivo, com um tempo estimado de vida útil de 18 anos.

O serviço vai operar na cidade de Cartagena e nos municípios periféricos.  Este serviço inclui a arrecadação eletrônica de tarifas baseado na última tecnologia de cartões inteligentes, máquinas vendedoras de ingressos, gestão de frota em tempo real, sistema de controle para os ônibus de transporte público e um sistema de informação para os usuários do transporte público.   Prevê-se seu inicio de funções para o ano 2012.   Com este grande avanço no sistema de transporte de La Heroica, cidade turística por excelência na Colômbia e que recebe visitantes do mundo inteiro, a capital do Departamento de  Bolívar coloca-se no patamar dos destinos mais importantes dos viajantes de negócios e de diversão do mundo inteiro.

Alguns projetos de sucesso e que são uma referencia no mundo são o de Madrid com seu sistema de passe de transportes, o sistema único de ingresso eletrônico na Argentina, Transantiago no  Chile com o cartão bip! e o sistema de Tarifa Integrada no Peru. Estes projetos são os melhores exemplos da tendência que está sendo imposta nos sistemas de transporte massivo das grandes cidades e que  representa um grande avanço em termos de qualidade de vida. Alguns benefícios:

  • Redução dos tempos de viagem e dos níveis de engarrafamento.
  • Diminuição na poluição ambiental e sonora.
  • Redução do tempo consumido na busca de moedas e na aquisição do bilhete.
  • Incremento na segurança do passageiro diminuindo o movimento de efetivo.
  • Redução nos tempos de validação da forma de pagamento, aumentando a eficiência operativa na  prestação do serviço.
  • Incremento na qualidade do transporte público reduzindo o congestionamento dos usuários que tentam conseguir bilhetes nas estações e dentro das unidades.

A aplicação destes sistemas de arrecadação automatizados proporcionam benefícios no âmbito da  segurança e conforto dos usuários.  Considerado a maior escala esses sistemas são um componente indispensável para a eficiência da mobilidade, porque os passageiros podem entrar mais rápido nas estações e ônibus sem ter que investir tempo em extensas filas para obter os bilhetes.   A automatização da arrecadação é, portanto, um elemento fundamental para o avanço da questão da mobilidade nas grandes cidades, que deve ficar no olho da administração de todas as grandes cidades latino-americanas, pois é um componente central para os indicadores de desenvolvimento humano e de qualidade de vida.

Nota original em Computer World Venezuela