Search

Smartmatic

A UCR pedirá a aplicação do voto eletrônico em Mendoza

Mendoza, 14 de dezembro de 2011. - A União Cívica Radical, junto com a Fundação Cívica, impulsionam o uso do voto eletrônico nas próximas eleições a serem realizadas em Mendoza. 

A proposta está sustentada em dois projetos de lei: dos senadores Carlos Aguinaga (PD) e Sergio Moralejo (UCR) e do deputado Tadeo García Zalazar, que consideram que podem ser feitas, no próximo ano, modificações para uma reforma eleitoral de cédula única e uma data fixa de eleição para governador e vice, diferente às nacionais e presidenciais e de intendentes diferente à do governador e vice.  

O sistema que será utilizado (urna eletrônica) foi apresentado ontem na exibição realizada por Carlos González da empresa Smartmatic, quem disse que reúne os requisitos de ser seguro, rápido e totalmente confiável.

Na exibição onde foi utilizado um pequeno computador com dois painéis, demonstraram os quatro passos que deve realizar o votante: habilitar a tela, tocar a cédula do partido preferido, cujos candidatos podem ou não ter foto.  Depois, configurar a seguinte cédula de outra categoria e quando tiver todas as cédulas, premer o botão de "votar" e imprimir o voto que depois deve colocar na urna, frente às autoridades da mesa.

O sistema funciona nos Estados Unidos, em Barbados, nas Antilhas Holandesas, na Venezuela, no Brasil, na Bélgica, nas Filipinas e outros países. Segundo disse González, tem o mesmo custo, praticamente, como serviço, que o sistema manual utilizado atualmente.

Na opinião do presidente do Comitê Província da União Cívica Radical, Alfredo Cornejo, é preciso sensibilizar aos dirigentes e à comunidade sobre o sistema.