Search

Smartmatic

A tecnologia Smartmatic apresenta resultados oficiais em tempo recorde no Equador

Quito, Ecuador, Febrero 23 2014.- Pela primeira vez na história da democracia do Equador, resultados oficiais foram anunciados em uma hora após o encerramento da votação. Isso foi possível somente em Santo Domingo de los Tsáchilas, a província onde a solução de votação eletrônica foi implantada usando a tecnologia Smartmatic.

“As eleições em Santo Domingo de los Tsáchilas provou que a votação eletrônica, quando implantada nacionalmente, fornecerá a todos os equatorianos um voto seguro, rápido e confiável”, afirmou Antonio Mugica, diretor-executivo da Smartmatic.

Para testar as diferentes tecnologias disponíveis, o Consejo Nacional Electoral de Ecuador (CNE) utilizou a tecnologia Smartmatic para automatizar as eleições da província de Santo Domingo de los Tsáchilas.

“A votação eletrônica implantada em Santo Domingo de los Tsáchilas, além de ser segura, é particularmente fácil para o eleitor. Essa tecnologia foi implantada com sucesso em centenas de eleições por todo o mundo. Essa foi uma das razões para o sucesso desse piloto de votação eletrônica”, explicou Alfredo Paredes, gerente de projetos do CNE.

Fatos essenciais sobre a eleição

  • Às 8h27m, a votação foi iniciada em 100% dos precintos.
  • Somente 60 minutos após o encerramento da votação, o CNE foi capaz de anunciar os resultados oficiais com 99% da transmissão.
  • Além de fornecer a tecnologia, a Smartmatic ofereceu um conjunto de serviços integrados para garantir o sucesso do piloto. Os serviços incluíram: operação de um centro de apoio; configuração das máquinas de votação; definição, planejamento e execução do plano de treinamento para o eleitorado e a equipe; preparação, implantação e coleta de kits eleitorais eletrônicos; entre outros serviços.
  • Durante os dias precedentes às eleições, as autoridades organizaram três simulações em 10 centros de votação em Santo Domingo de Tsáchilas. Estes testes englobaram a votação e a transmissão dos dados e envolveram a participação de eleitores reais, partidos políticos, técnicos do CNE e o pessoal da Smartmatic.