Search

Smartmatic

A Smartmatic divide experiências de voto online no Parlamento Europeu

Bruxelas, Bélgica - Junho 29, 2016 - Em uma reunião pública no Parlamento Europeu, especialistas, ativistas e políticos chamaram a tomar ações para garantir que os votantes que moram no estrangeiro possam participar plenamente dos processos eleitorais, incluindo as eleições europeias de 2019.

A Smartmatic dividiu sua ampla experiência como provedora de sistemas de votação online no mundo inteiro. Mike Summers, diretor do programa de votação online da Smartmatic, comentou: "A tecnologia poderia permitir aos votantes que moram no estrangeiro emitir facilmente seu voto. O voto pela Internet é um método que já tem sido testado e é seguro. Além do mais, ajuda a aumentar a participação. Sabemos que funciona graças a nossa experiência na implementação de sistemas de voto pela Internet ao redor do mundo".

No evento, os defensores da tecnologia frisaram a conexão que há entre os empecilhos apresentados nos processos de votação e a diminuição da participação. Os depoimentos dos votantes britânicos que moram no estrangeiro e que não conseguiram votar no referendo por causa da perda ou demora na chegada das cédulas evidenciam como é minada a participação dos moradores noutros países.

Na opinião de Summers, "no referendum da UE da semana passada inúmeros votantes no estrangeiro não conseguiram manifestar sua opinião pela dependência que o país tem nos sistemas antiquados. Isso tem de mudar e deve ser uma lição aprendida. Existe a tecnologia para empoderar aos votantes em qualquer lugar".

A experiência em toda a EU varia de acordo com o país:

•    Na Estônia, o voto pela Internet tem sido utilizado oito vezes. Nas eleições ao Parlamento Europeu de 2014, os votos foram emitidos desde 98 países.

•    Franca, com mais de 2,5 milhões de cidadãos morando no estrangeiro, é o único país da UE onde os votantes no estrangeiro podem votar online por seus representantes à Assembleia Nacional.

•    Vários países, entre eles Lituânia, Bulgária e Finlândia estão considerando atualmente a introdução do voto pela Internet.

A Conferencia de voto pela Internet 2016 ocorreu no Parlamento Europeu. Para assistir o vídeo do evento, clique aqui: http://ecrgroup.eu/I-Voting/