Search

Smartmatic

Eleições municipais e paroquiais Venezuela 2005 Auditorias

A tecnologia de votação da Smartmatic foi submetida a vários testes e avaliações técnicas antes e depois das eleições:

Teste end-to-end (21 de junho)
Foi realizado um controle de qualidade em uma amostra de 120 urnas de votação da Smartmatic a serem utilizadas na eleição. Os votos foram inseridos continuamente até o fim da transmissão. Quando encerrada a votação, foi realizada uma validação das atas de votação e da apuracão de votos de toda a amostra.

Teste de engenharia (22 e 29 junho)
O CNE realizou testes de transmissão da data eleitoral em escala nacional para validar a infraestrutura tecnológica. 694 urnas de votação Smartmatic foram testadas: duas em cada uma das 335 assembleias municipais (268 assembleias municipais com transmissão sem fio e 67 com transmissão via satélite) e uma em cada escritório eleitoral regional.

Auditoria ao processo de programação (6 de julho)
Membros chaves dos partidos políticos, junto com técnicos do CNE e Smartmatic se reuniram para iniciar o processo de auditoria da programação das urnas de votação, que acabou dois dias depois, no dia 8 de julho. Durante a primeira fase (de 7 até 30 de maio), técnicos da Smartmatic explicaram o processo de preparação das urnas de votação. A segunda fase correspondeu a explicações sobre o administrador de módulos da urna de votação, que é o encarregado de cada uma das diferentes funções, desde a abertura da mesma, a votação e transmissão, até o encerramento.

Simulação de votação (10 e 24 de julho)
Para as 335 assembleias municipais foram utilizadas 6.500 urnas Smartmatic, e por volta de 9.000 operadores e técnicos do CNE e a Smartmatic trabalharam em cada uma destas simulações. Os periodos de tempo permitiram a simulação de falhas potenciais e ativar os possíveis planos de contingência em caso de se apresentar alguma falha durante o processo de eleição real do dia 7 de agosto. O processo teve uma tasa de sucesso operacional de 95% e o processo de apuracão foi 100% preciso.

Auditoria pré-eleitoral (31 de julho)
Quando foi completada a programação para cada uma das 26.535 urnas Smartmatic a serem utilizadas, foram auditadas 130 urnas selecionadas ao acaso (0,5% do total). Nesta auditoria "Zero erro" mais uma vez foi demonstrado que a solução eleitoral da Smartmatic prové resultados precisos, com uma margem de inconsistência numérica perto de 0%.

Auditoria de encerramento (7 agosto)
Para este evento, foram realizadas mais de 6.500 auditorias após ter concluído a votação. Essa auditoria consistiu em abrir as urnas eleitorais (uma para cada centro de votação) e comparar os comprovantes de votação com a apuracão eletrônica dos votos. Estas auditorias confirmaram que os resultados eleitorais foram 100% precisos. A tecnologia da Smartmatic demonstrou sua qualidade, confiabilidade e transparência em cada uma dessas instâncias.